Início do conteúdo

ADESÃO DE USUÁRIOS AO PROGRAMA DE CONTROLE DO TABAGISMO

RESUMO - Introdução: Diariamente ocorre no Brasil 428 óbitos por causa relacionada à dependência à nicotina. Anualmente são gastos 56,9 bilhões de reais com despesas médicas e perda de produtividade das pessoas tabagistas. A cessação tabágica constitui o principal objetivo do tratamento de tabagistas por contribui significativamente para redução na taxa de mortalidade. No município de Santa Cecília-PB, no ano de 2016, foram implantadas em todas as unidades de saúde da família, estratégias para o controle do tabagismo através de grupos de fumantes. Objetivo: Avaliar a adesão de usuários aos grupos de controle do tabagismo nas Unidades de Saúde da Família do município de Santa Cecília-PB. Metodologia: Realizou-se um estudo descritivo de cunho exploratório, com 85 tabagistas participantes do grupo de controle de tabagismo de três unidade de saúde da família, entre janeiro e dezembro de 2016. Calculou-se os indicadores de sucesso e abandono de tratamento para avaliação da adesão. O teste qui-quadrado de proporções com significância estatística de 95% foi usado para verificar a associação entre as variáveis sociodemográficas e o resultado do tratamento. Resultados: Entre os 85 fumantes que participaram do estudo, 53% eram do sexo masculino, com idade entre 40 a 59 anos (56.5%), de raça/cor não branca (82,4%), casados (63,6%), com menor de 8 anos de estudo (87%) e renda mensal de até 1 salário (54,1%). Quanto aos hábitos tabágicos, a maioria (57,7%) classificados com alta dependência, fumava acima de 20 cigarros por dia (56,5%), tempo de dependência à nicotina entre 20 a 40 anos (50,6%) e o tratamento mais utilizado foi o adesivo intradérmico e a bupropiona (24,7%). No que se refere aos resultados do tratamento do tabagismo, observou-se 51,8% dos participantes cessaram o tabagismo totalmente, 37,6% abandonaram o tratamento, 4,7 reduziu o consumo de cigarros, 5,9% não conseguiram parar de fumar ao final do tratamento. Verifica-se associação significativa entre as variáveis renda mensal, estado civil e número de cigarros por dia com a cessação do tabagismo. Conclusão: As características sociodemográficas e hábito tabágico dos participantes do estudo são similar à realidade brasileira. Destaca-se o Programa de Controle do Tabagismo de Santa Cecília-PB foi efetivo à cessação do tabagismo entre os participantes. Identificou-se que nem todas as características sociodemográficas e hábitos tabágicos estão associados diretamente com a cessação do tabagismo e que alguns fatores podem influenciar mais que outros.

 

Palavras-chave: Atenção primária à saúde. Doenças crônicas. Tabagismo.

Voltar ao topoVoltar