Início do conteúdo

APLICAÇÃO DO MÉTODO LEAN PARA A DETECÇÃO PRECOCE DO CÂNCER DE MAMA NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

RESUMO: Nas últimas décadas, vem crescendo internacionalmente o interesse nos conceitos e ferramentas da Filosofia Lean como tendência em efetividade de resultados e satisfação das pessoas que a utilizam. No campo da saúde já existem várias experiências na rede hospitalar com nível de qualidade e segurança do paciente. A Estratégia Saúde da Família vem se consolidando como estruturante e prioritária para reorganização do modelo de Atenção à Saúde e deve ser a coordenadora do cuidado e ordenadora das Redes de Atenção à Saúde. Outrossim, considerando que o câncer de mama é o mais incidente entre as mulheres e que o Ministério da Saúde através de pactuações nacionais monitora o rastreamento de exames de mamografia em mulheres de 50 a 69 anos emergiram os questionamentos: Como melhorar o diagnóstico precoce do câncer de mama em Sobral - CE? Como reduzir o lead time do fluxo assistencial percorrido? Deste modo, tratou-se de uma pesquisa exploratória e descritiva, com abordagem quantitativa, do tipo Estudo de Caso. Objetivou aplicar a metodologia Lean no âmbito da Atenção Primária à Saúde para a otimização do cuidado à mulher com câncer de mama. Teve como cenário o município de Sobral-CE através de uma Unidade Básica de Saúde laboratório, o Centro de Especialidades Médicas e a Policlínica e como participantes os profissionais que atuavam nos setores ligados ao processo de diagnóstico do câncer de mama destes equipamentos e que possuíssem experiência igual ou superior à seis meses de atuação. A coleta de dados foi desenvolvida entre junho e julho de 2019, através do Ciclo OPDCA, onde foi organizado cada etapa do processo com uma ferramenta Lean. A partir da aplicação da ferramenta Lean mapeamento do fluxo de valor (MFV) atual e sua projeção futura nos equipamentos relacionados à essa linha de cuidados identificou-se que os problemas centrais eram: elevado tempo de espera, atendimento por ordem de chegada e insuficiência da carga horária médica. Foram sugeridas algumas melhorias como: agendamento de consultas por blocos de horas, agendas flexíveis, qualificação das filas de especialidades, disponibilidade de carga horária médica diária, vagas protegidas nas agendas dos especialistas para usuários com exames alterados, entre outras. Com a implementação das melhorias com foco na redução dos desperdícios e tempos de espera projetou-se reduzir os tempos de espera atuais de 2-20 dias para 2-7 dias enquanto a redução percentual do lead time para os fluxos variou entre 47%-41% no fluxo 1 Unidade Básica de Saúde(UBS)/ Centro de Especialidades Médicas(CEM) e 40%-39% no fluxo 2(UBS/Policlínica).Este novo fluxo gera ganho de tempo e aumento das chances para o diagnóstico precoce do câncer de mama. Espera-se contribuir com o sistema de saúde, a Atenção Primária à Saúde e a pesquisa visto ser um estudo precursor no país e que demonstrou a potência e eficiência para a organização dos serviços, redução de custos e satisfação do usuário, propósitos almejados pelos serviços de saúde.

Palavras-chave: Atenção Primária à Saúde; Estratégia Saúde da Família; Gestão em Saúde; Eficiência Organizacional; Neoplasias da Mama.

Voltar ao topoVoltar