Início do conteúdo

ATUAÇÃO DO CIRURGIÃO-DENTISTA NO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA NO MUNICÍPIO DE FORTALEZA-CE

RESUMO

O Programa Saúde na Escola (PSE), fruto de parceria entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Educação foi instituído em 2007 com o objetivo de contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde. Os cirurgiões-dentistas, tradicionalmente, desenvolvem ações de prevenção às doenças bucais nas escolas, portanto, têm inserção no ambiente escolar. Este estudo buscou descrever a atuação dos cirurgiões-dentistas da Estratégia Saúde da Família no Programa Saúde na Escola em Fortaleza. Trata-se de um estudo descritivo transversal, de caráter predominantemente quantitativo, desenvolvido com 158 cirurgiões-dentistas das equipes de Saúde da Família do município de Fortaleza vinculadas a escolas públicas de ensino fundamental e/ou médio por meio do PSE. Um questionário online com perguntas abertas e fechadas foi o instrumento de coleta proposto para este estudo. Os dados quantitativos foram analisados pelo pacote estatístico SPSS e apresentados em gráfico e tabelas. Os dados coletados a partir das questões abertas passaram por Análise de Conteúdo e estão apresentados em quadros. Os resultados mostraram que 48,1% dos participantes desconhecem o vínculo de sua equipe ao PSE e 55,7% atuam no programa, mas apenas 25,3% o fazem com frequência. A maioria dos profissionais nunca participou de capacitações no âmbito do PSE, mas foi identificado interesse neste tipo de formação, especialmente no tocante a estratégias educativas. As ações desenvolvidas pelos participantes no PSE são, essencialmente, de prevenção às doenças bucais, porém, os cirurgiões-dentistas também participam de ações de promoção à saúde com outros enfoques. O apoio da escola foi indicado como principal fator facilitador e os problemas com transporte e fornecimento de materiais como as principais dificuldades na condução do programa. A capacitação dos profissionais envolvidos no PSE foi a sugestão mais apontada. Conclui-se que apesar de fatores de ordem estrutural ainda comprometerem seu desenvolvimento, o PSE resiste em Fortaleza e conta com importante, ainda que limitada, participação dos cirurgiões-dentistas como promotores de saúde junto aos escolares.

Palavras-chave: odontólogos; saúde escolar; promoção da saúde.

Voltar ao topoVoltar