Início do conteúdo

AVALIAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA ODONTOLÓGICO PREVENTIVO PARA CRIANÇAS MENORES DE UM ANO DE IDADE NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA

RESUMO

A atenção odontológica em idade precoce é uma importante estratégia para o controle dos principais problemas que afetam a saúde bucal da população. Este estudo teve por objetivo avaliar a implantação de um programa odontológico preventivo para crianças na Estratégia Saúde da Família (ESF). Foi realizado estudo transversal na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Poti Velho em Teresina-PI, onde atuam três equipes de ESF, totalizando uma população adstrita de 9.036 habitantes. A população do estudo compreendeu 141 pais/responsáveis e suas respectivas crianças menores de um ano assistidas pelas Equipes de Saúde Bucal (ESB). Eles foram convidados por carta convite entregue pelos Agentes Comunitários de Saúde a comparecerem à primeira consulta de puericultura odontológica, seguido de retorno trimestral para acompanhamento. Ao final de 11 meses da implantação do programa foram coletados dados relativos ao perfil sociodemográfico dos pais/responsáveis, saúde bucal das crianças e adesão e assiduidade ao programa. E ainda, foi aplicado um questionário com objetivo de avaliar a percepção dos profissionais da ESF envolvidos no programa. A adesão ao programa foi de 66,7% e a prevalência de assiduidade 66%. As variáveis idade de ingresso ao programa, convivência com pai e mãe, escolaridade do pai, quem cuida da criança e consulta odontológica da mãe durante a gravidez apresentaram associação com assiduidade (p<0,05). Os profissionais da ESF mostraram-se aptos a colaborarem com o programa. Concluiu-se que houve uma boa taxa de adesão e assiduidade dos pais/responsáveis pelas crianças ao programa, estas não desenvolveram cárie dentária e apresentaram baixa taxa de hábitos bucais deletérios.

DESCRITORES: Estratégia Saúde da Família. Criança. Cárie Dentária.

Voltar ao topoVoltar