Início do conteúdo

AVALIAÇÃO DOS ATRIBUTOS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DE FORTALEZA-CE: estudo através do PCATool-Brasil, versão profissionais

RESUMO

A Atenção Primária à Saúde (APS) é definida como um conjunto de valores, de princípios e de elementos estruturantes, denominados atributos, devendo constituir a base dos sistemas nacionais de saúde por ser a melhor estratégia para produzir melhorias sustentáveis e maior equidade no estado de saúde da população. A literatura tem demonstrado a lacuna do conhecimento existente no que se refere a avaliação desses atributos na cidade de Fortaleza. Dessa forma, o presente estudo buscou avaliar a presença e a extensão dos atributos da APS da cidade de Fortaleza-Ce, na perspectiva de profissionais. Trata-se de um estudo avaliativo, com delineamento transversal realizado na capital cearense com 451 profissionais da Estratégia Saúde da Família. A coleta de dados ocorreu no período de janeiro a abril de 2016. Os atributos foram avaliados através do instrumento PCATool-Brasil, versão profissionais. Participaram da pesquisa 148 médicos, 189 enfermeiros e 114 dentistas. Prevaleceu na amostra o sexo feminino, profissionais casados/união estável e católicos. A maior parte deles concluiu a graduação em IES pública, possuem pós-graduação em nível de especialização e têm realizado capacitações voltadas para APS. O tempo médio de trabalho na ESF foi de nove anos e o de atuação na mesma equipe foi de 4,5 anos. Foram avaliados oito atributos da APS, tendo sido “Acesso de primeiro contato” o atributo com menor escore (2,98) e “Coordenação – sistema de informações” o com maior escore (7,82). O Escore Essencial foi de 6,05 e o Escore Geral 6,34. Os escores dos atributos “Acesso de primeiro contato”, “Longitudinalidade”, “Coordenação – Sistema de Informações”, “Integralidade – Serviços Prestados” e “Orientação Familiar” foram significativamente menores na percepção dos profissionais dentistas. A Secretaria Regional VI apresentou melhores escores em cinco atributos: Longitudinalidade, Coordenação – integração de cuidados, Coordenação – sistema de informações, Integralidade – serviços disponíveis e Orientação familiar. Por sua vez, as Regionais IV e V foram as que obtiveram menores escores quando comparadas às demais. Faz-se de suma importância que esses resultados sejam discutidos entre os profissionais de saúde e da gestão, na tentativa de se buscar mecanismos que possam potencializar os atributos que foram bem avaliados e impulsionar aqueles que obtiveram baixos escores.

Descritores: Avalição em Saúde, Atenção Primária, Estratégia Saúde da Família.

Voltar ao topoVoltar