Início do conteúdo

CONHECIMENTO E PRÁTICA DE CIRURGIÕES-DENTISTAS NO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA

RESUMO: O Programa Saúde na Escola propõe uma abordagem diferente da política de educação em saúde. A saúde bucal é proposta entre as ações do componente I (avaliação clínica e psicossocial) executadas no âmbito do Programa Saúde na Escola. Na literatura são escassas as publicações na área de saúde bucal sobre as ações do Programa Saúde na Escola e o impacto do investimento nesse setor. O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento sobre Programa Saúde na Escola e prática no Programa Saúde na Escola dos Cirurgiões-Dentistas da Estratégia Saúde da Família em relação ao Programa Saúde na Escola. Foi realizado estudo transversal incluindo todos os cirurgiões-dentistas, que atuam na Estratégia Saúde da Família no município de Teresina, Piauí, Brasil. Os dados foram coletados no período de março a julho de 2019 por meio de questionário autoaplicável, enviado aos cirurgiões-dentistas pelo aplicativo WhatsApp®. Foram coletados dados sóciodemográficos e questões relacionadas a atuação e conhecimento dos cirurgiões-dentistas sobre o Programa Saúde na Escola. Foram realizadas análises descritivas e testes Qui-quadrado de Pearson e Exato de Fisher (p<0,05). Dos 219 cirurgiões-dentistas elegíveis para este estudo, 175 participaram (79,9%). Esses eram predominantemente do sexo feminino (72%), com idade entre 31-50 anos (66,3%), 11 a 20 anos de formado (66,3%), em instituição pública (89,9%) com especialização (68%) em área clínica (53,1%). Dos 175 cirurgiões-dentistas pesquisados, 164 (94,3 %) relataram realizar atividades no Programa Saúde na Escola. As ações mais realizadas foram levantamento epidemiológico (40,6%) escovação supervisionada (63,4%), aplicação tópica de flúor (10,9%) e palestras educativas (11,4%). Apesar de realizarem levantamentos epidemiológicos os cirurgiões-dentistas desconheciam a prevalência e severidade da carie dentária nos escolares. Há conhecimento inadequado dos cirurgiões-dentistas sobre o Programa Saúde na Escola e não houve associação do conhecimento com outras variáveis (p > 0,05). Conclui-se que os profissionais apresentam conhecimento inadequado sobre Programa Saúde na Escola e apesar de executarem atividades importantes, negligenciam as normativas e a necessidade de avaliações.

Palavras-chave: Programa Saúde na Escola (PSE); Saúde Bucal; Conhecimentos, Atitudes e Práticas em Saúde.

Voltar ao topoVoltar