Início do conteúdo

CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DE INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO DA UTILIDADE DA “AUTOAVALIAÇÃO PARA MELHORIA DO ACESSO E DA QUALIDADE DA ATENÇÃO BÁSICA – AMAQ”.

RESUMO: OBJETIVO - A reorganização da assistência à saúde brasileira, a partir do final dos anos 1980 com a criação do Sistema Único de Saúde, teve como principal estratégia a expansão da atenção primária à saúde, com a ampliação da cobertura das equipes de Saúde da Família e a exigência por resultados de melhor qualidade, inicia-se o movimento de institucionalização do monitoramento e avaliação na Atenção básica. Nesse sentido, o estudo objetiva analisar evidências de validade de conteúdo de um instrumento construído para avaliar a utilidade da “Autoavaliação para Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica”, um do componentes do “Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica” do Ministério da Saúde. MÉTODOS - Trata-se de um estudo de validação de conteúdo, com abordagem quantitativa, utilizando análise de dados. A amostra foi intencional incluindo 7 especialistas em validação e avaliação da Atenção Básica. O instrumento é composto por indicadores de utilidade do Joint Comittee on Standards for Educatiom Evaluation, adaptados ao contexto da “Autovaliação da Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica”. Foi avaliada a concordância entre os especialistas sobre relevância, representatividade e clareza dos itens do instrumento, a partir do cálculo dos índices Interrater Agreeement e Content Validity Index. Para análise da consistência interna dos itens foi calculado o Alfa de Cronbach. RESULTADOS - O índice de validade de conteúdo para todo o instrumento apresentou um valor de 1,00, para cada item os valores foram 1, tanto para avaliação da relevância e representatividade quanto para avaliar a clareza, quanto ao Interrater Agreement, todos os itens possuem valor de 1 e o seu conjunto possui um valor de 1, tanto para avaliação da relevância e representatividade quanto para avaliar a clareza. A consistência interna foi excelente, obtendo um valor de alfa geral de 0,999. Foram realizadas alterações referentes a determinados termos ou expressões para melhoria da clareza do instrumento. CONCLUSÕES - Os resultados mostraram que o instrumento contemplou o objetivo proposto, os achados deste estudo demonstram que o instrumento validado pode ser aplicado em avaliações posteriores dos processos autoavaliativos e contribuir tanto para o fortalecimento da institucionalização  da autoavaliação pelas gestões municipais, equipes e profissionais da Atenção Básica/Atenção Primária à Saúde.

 

Palavras-chave: Validação de Conteúdo; Autoavaliação; Atenção Primária à Saúde.

Voltar ao topoVoltar