Início do conteúdo

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVO DE RASTREIO E DE CARTILHA ELETRÔNICA DE SAÚDE BUCAL PARA GESTANTES

RESUMO

Há uma resistência ao tratamento odontológico durante a gestação, subsidiada por receios e falta de informação por gestantes e profissionais da saúde. Importante então, ofertar no prénatal, estratégias para a educação em saúde bucal e detecção de agravos, a fim de
impactar na atenção e na gestão do cuidado em saúde. Objetivou-se desenvolver um aplicativo de rastreio de saúde bucal para gestantes, para ser empregado por Cirurgiões Dentistas da Estratégia de Saúde da Família e ainda elaborar e validar uma Cartilha Eletrônica Instrutiva de saúde bucal para as mesmas. Trata-se de um estudo metodológico quali-quantitativo, de desenvolvimento e aperfeiçoamento de instrumentos com investigação dos métodos de obtenção, aplicação em campo, organização e análise dos dados. Os dados de identificação e clínicos foram analisados no programa no Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), versão 21.0. Para a obtenção de características normativas que poderiam se associar com os dados obtidos, foi realizado exame clínico odontológico. Testes de associação como o qui-quadrado foram utilizados para relação entre variáveis estudadas considerando p<0.05. Desenvolveu-se o “appgestantes” com sistema WEB, que foi testado e adequado em campo, sendo acessível em dispositivos móveis e fixos, permitindo o cadastro e envio de dados para o servidor, de forma rápida e segura. Dados apontaram a percepção e a condição de saúde bucal das mesmas, possíveis fatores de risco para os agravos, a não adesão ao tratamento odontológico e carência de informações. Paralelamente foi elaborada e validada a Cartilha Eletrônica Instrutiva “Saúde bucal da gestante e do bebê” mediada pela avaliação por concordância e relevância desse instrumento pelo o público-alvo e juízes-especialistas, em que se consideraram os saberes científicos e as necessidades reais das gestantes. O aplicativo apresentou-se como uma alternativa de rastreio prática, podendo se tornar um mecanismo potente, mediada pelo monitoramento de riscos, detecção precoce e de agravos já instalados. Houve relação entre o CPOD com risco de gravidez, local do pré-natal e escore de conhecimento (p<0.05). A validação da Cartilha proporcionou maior confiabilidade ao material e revelou índice de validade de conteúdo julgado entre 0,708 e 1. Estudos são necessários para avaliar a eficiência, funcionalidade e impacto produzido por esses produtos.
Palavras-chaves: Software, Saúde Bucal, Cuidado pré-natal.

Voltar ao topoVoltar