Início do conteúdo

DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS PARA PROMOÇÃO DA SAÚDE EM CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE

RESUMO - INTRODUÇÃO: Competência é a associação de conhecimentos, habilidades e atitudes para orientar uma prática profissional eficiente e eficaz. No âmbito da Promoção da Saúde, surgiu o Projeto Pan-europeu “Competências Principais em Promoção da Saúde – CompHP” que propõe as competências em promoção da saúde para nortear e fortalecer as ações em promoção da saúde. OBJETIVO: Analisar o desenvolvimento de competências em promoção da saúde em formandos de cursos de pós-graduação em saúde. MÉTODO: Estudo de natureza mista, analítico e descritivo, orientado pelo CompHP como referencial teórico metodológico. Os cursos participantes foram a Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva e o Mestrado Profissional em Saúde da Família da Universidade Regional do Cariri. Todos os formandos aceitaram participar desse estudo, totalizando 34 participantes. Na coleta de dados foram solicitados aos cursos os Projetos Pedagógicos de Curso (PPC) para análise documental. Utilizou-se a Técnica de Associação Livre de Palavras (TALP) com o estímulo “competência em promoção da saúde” e, posteriormente, um questionário validado aplicado aos formandos através do Google Forms. A análise documental ocorreu por meio da Análise de Conteúdo Temática. Os dados qualitativos provenientes da TALP foram processados pelo software IRAMUTEQ e realizada análise prototípica e de similitude. Os dados quantitativos foram processados no Epi Info 7 e BioEstat e utilizou-se o Teste G e o Teste Exato de Fisher com nível de significância de 5%. O estudo apresenta Parecer do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Regional do Cariri – URCA de número 2.005.435. RESULTADOS: O perfil dos cursos é multiprofissional com predominância do sexo feminino, sendo os residentes mais jovens do que os mestrandos (p=0,0001) e a renda mensal dos mestrandos significativamente maior (p=0,011). Predominou o estado civil casado ou em união estável para os mestrandos e solteiro para os residentes (p=0,010). O universo semântico dos formandos sobre “competência em promoção da saúde” constituiu, no geral, na associação de “conhecimento” e “habilidade” por meio de “capacitação” para o aperfeiçoamento da “técnica” e da “avaliação” das ações em promoção da saúde, sendo “habilidade” o termo mais citado por ambos os cursos. Considerando o CompHP, os onze domínios de competências em promoção da saúde foram identificados nos documentos oficiais dos cursos. A maioria dos formandos reconheceu a contribuição dos cursos de pós-graduação para o desenvolvimento dessas competências com ênfase para o domínio “Valores éticos”, “Conhecimento”, “Possibilidade de Mudanças”, “Parceria”, “Comunicação”, “Diagnóstico”, “Planejamento”, “Implementação” e “Avaliação e Pesquisa”. Apenas os domínios “Advocacia em Saúde” e “Liderança” apresentaram um resultado inferior aos demais para ambos os cursos. Individualmente, os domínios “Implementação” e “Avaliação em Pesquisa” demonstraram menor expressividade quando comparados aos outros no mestrado e na residência, respectivamente. Não houve diferença estatística entre os cursos, porém os achados documentais coadunaram com as respostas dos formandos ao questionário sobre o desenvolvimento de competências em promoção da saúde. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Os cursos de pós-graduação em saúde desse estudo contribuíram para o desenvolvimento de competências em promoção da saúde, buscando além da formação profissional, a transformação das práticas, fortalecendo a promoção da saúde nos serviços de saúde.

Descritores: Competência profissional. Promoção da Saúde. Educação de Pós-graduação. Educação Permanente.

Voltar ao topoVoltar