Início do conteúdo

DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM DISPOSIÇÃO PARA CONTROLE DA SAÚDE MELHORADO EM PACIENTES COM HIPERTENSÃO ARTERIAL E/OU DIABETES MELLITUS

RESUMO: Este estudo teve a finalidade de analisar o diagnóstico de enfermagem “Disposição para controle da saúde melhorado”, em pacientes com hipertensão arterial e/ou diabetes mellitus, os quais são acompanhados nas Unidades de Atenção Primária à Saúde do município de Aracoiaba-CE. Destaca-se o diagnóstico de enfermagem como um julgamento clínico que os enfermeiros fazem no cuidado de indivíduos, família e comunidade. Um dos grandes desafios enfrentados por alguns pacientes refere-se às doenças crônicas como hipertensão arterial e diabetes mellitus. A Equipe de Saúde da Família tem um papel significativo no controle dessas duas doenças crônicas, a identificação do diagnóstico de enfermagem, poderá ajudar o enfermeiro a compreender quem tem desejo de controlar mais seus aspectos de saúde, proporcionando, assim, uma assistência que atenda às necessidades dos indivíduos com hipertensão e diabetes. Este estudo teve o objetivo de identificar o diagnóstico de enfermagem “Disposição para controle da saúde melhorado” em pacientes com hipertensão arterial e/ou diabetes mellitus do município de Aracoiaba. Tratou-se de um estudo transversal, descritivo, com abordagem quantitativa, o qual foi desenvolvido com hipertensos e diabéticos, atendidos nas Unidades de Atenção Primária à Saúde do município de Aracoiaba. A coleta de dados ocorreu nos meses de maio a agosto de 2019 e foi realizada por meio de um instrumento com 359 pacientes que compuseram a amostra do estudo. A maioria dos pacientes investigados era do sexo feminino, com idade até 60 anos, casados, com mais de 2 filhos, entre 5 e 10 anos de estudo, renda pessoal até R$ 1000,00 e sem ocupação ativa. Houve prevalência de 93,9% do diagnóstico de enfermagem Disposição para controle da saúde melhorado; as características definidoras mais prevalentes foram: expressa desejo de melhorar o controle de sintomas, expressa desejo de melhorar as escolhas da vida diária para alcançar metas e expressa desejo de melhorar o controle de fatores de risco. A mais, teve-se como características definidoras que melhor predizem o diagnóstico para sensibilidade e especificidade: expressa desejo de melhorar o controle de sintomas, expressa desejo de melhorar o controle de fatores de risco e expressa desejo de melhorar as escolhas da vida diária para alcançar metas. Nas associações do diagnóstico com as características definidoras todas apresentaram significância estatística. Em relação do diagnóstico com as condições de saúde e fatores de risco, identificou-se a associação estatística para doença, classificação da pressão arterial, classificação da glicemia, sedentarismo e etilismo. Associando as características definidoras com o perfil sociodemográfico, condição de saúde e fatores de risco, as mais prevalentes foram a faixa etária, sexo, estado civil, anos de estudo, doença, classificação da pressão arterial e sedentarismo. Conclui-se que o diagnóstico de enfermagem “Disposição para controle da saúde melhorado” é prevalente nos pacientes hipertensos e/ou diabéticos. Outrossim, suas características definidoras predizem com exatidão sua ocorrência nessa clientela.

 

Palavras-chave: Diagnóstico de Enfermagem. Diabetes Mellitus. Hipertensão. Cuidado em Saúde.

Voltar ao topoVoltar