Início do conteúdo

ESTRATÉGIAS DE PROMOÇÃO À SAÚDE DA PESSOA IDOSA INSTITUCIONALIZADA: DESAFIOS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA

RESUMO

Trata-se de um estudo descritivo, do tipo pesquisa-ação, utilizando a abordagem quantitativa para caracterização dos profissionais e de abordagem qualitativa, utilizando o recurso metodológico relato de experiência realizado com profissionais que atuam numa equipe da Estratégia Saúde da Família (ESF) e no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) e com idosos residentes em uma instituição de longa permanência para idosos (ILPI) localizada na sua área de abrangência. O estudo tem como objetivo geral cconhecer as condições de saúde de idosos institucionalizados no município de Pombal – PB e sua relação com a ESF na perspectiva de propor estratégias de melhoria da assistência junto a equipe de saúde. A população do estudo é constituída por doze idosos residentes em uma ILPI, e para a identificação das ações realizadas pela ESF com os idosos residentes na instituição a população é constituída pelos profissionais que atuam na ESF Kellyson Ramalho, perfazendo um total de dezesseis profissionais. Foram aplicados dois instrumentos de coleta de dados: um instrumento aplicado aos idosos residentes em uma ILPI e outro para os profissionais da ESF e NASF para a identificação de ações desenvolvidas pela ESF junto a tais idosos. O instrumento aplicado aos idosos consta de um formulário para caracterização sócio demográfica, condições de saúde, além de conter a escala de Katz e o Mini-mental. O instrumento de coleta de dados aplicado aos profissionais consta de questões de múltiplas escolhas contendo informações referentes ao perfil do profissional, serviços de atenção ao idoso, conhecimento acerca da legislação destinada à pessoa idosa e ações desenvolvidas em instituições de longa permanência para idosos. Os dados coletados foram agrupados por categorias de sujeitos (idosos e profissionais) e analisados separadamente. O armazenamento dos dados foi feito no programa Microsoft Excel, sendo estes confrontados e corrigidos se apresentarem erros e inconsistências. Os dados foram discutidos à luz da literatura pertinente ao tema. O projeto foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário Onofre Lopes e aprovado sob parecer de nº 1.144 em 09 de julho de 2015. Foi verificado o déficit em conhecimento sobre idosos institucionalizados por parte dos profissionais, as ações de cunho pontual realizadas com os idosos participantes do estudo. Desse modo, foi ministrada uma oficina sobre as especificidades da pessoa idosa institucionalizada aos profissionais, a qual foi registrada por meio de diários de campo, tendo como produto um instrumento de avaliação multidimensional para o idoso institucionalizado. O instrumento já está sendo utilizado pelos profissionais da ESF, considerado de grande importância para o planejamento do cuidado destinado aos idosos, servindo de referência não para a população idosa usuária da ESF.

Palavras – Chaves: Idoso; Instituição de Longa Permanência; Estratégia Saúde da Família.

Voltar ao topoVoltar