Início do conteúdo

EXPERIÊNCIAS DE CUIDADO À SAÚDE DE ADOLESCENTES DO MUNICÍPIO DE CAMPINAS DO PIAUÍ

RESUMO - INTRODUÇÃO: a discussão proposta está centrada no cuidado à saúde do adolescente, somada à reflexão sobre redes e o acesso aos cuidados na Atenção Básica à Saúde. As concepções de adolescência/adolescente e cuidado são situadas como desafios teórico-práticos no campo da saúde, representados em suas complexidades e pluralidades de sentidos e significações. OBJETIVO: analisar as experiências de cuidado à saúde do adolescente no município de Campinas do Piauí. MÉTODO: pesquisa qualitativa, desenvolvida por meio da metodologia de história de vida; foi realizada no município de Campinas do Piauí, Piauí. Os participantes foram nove adolescentes; a análise dos dados foi desenvolvida por meio da hermenêutica de Ricoeur. RESULTADOS: três unidades de significado foram reconhecidas: o “seradolescente”, concepções de saúde e cuidado e, também, redes de cuidado. Foram observados aspectos que constroem a identidade do adolescente no município e marcam as transformações inerentes a essa fase, entre elas, a felicidade. Os adolescentes desenvolveram um olhar crítico direcionado às situações de saúde, todavia lançaram proposições sob a perspectiva do cuidado em rede, que pode contribuir para a consolidação de uma atenção integral à saúde dos adolescentes no município. CONSIDERAÇÕES: a adolescência é percebida como fase do desenvolvimento complexa e marcada por estereótipos e conflitos. Refletem dificuldades na inclusão de adolescentes nas práticas cotidianas dos serviços de saúde. O adolescente reclama a integralidade no cuidado, com maior consideração, visibilidade e o seu reconhecimento como sujeito singular. Suas histórias de vida contribuem com a noção de que o cuidado se materializa em suas experiências cotidianas, relacionais, formais e não-formais, institucionalizadas ou não, a depender das singularidades de cada sujeito.
Palavras-chaves: Saúde do adolescente. Assistência integral à saúde. Pesquisa Qualitativa.

Voltar ao topoVoltar