Início do conteúdo

FATORES ASSOCIADOS À FUNCIONALIDADE EM IDOSOS USUÁRIOS DE UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA

RESUMO: O envelhecimento populacional é um fenômeno mundial. O crescimento do contingente idoso é decorrente do aumento da expectativa de vida ao nascer. Nos países desenvolvidos, o aumento da população idosa foi acompanhado de melhorias no sistema de saúde e no sistema previdenciário. Por outro lado, nos países em desenvolvimento, o idoso enfrenta diversas dificuldades, inclusive no acesso à serviços de saúde. Objetivo: O presente estudo tem o objetivo de avaliar a funcionalidade, aspectos clínicos e sociodemográficos em idosos. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal e analítico. O estudo ocorreu em uma Unidade de Atenção Primária à Saúde do Município de Fortaleza. Participaram da pesquisa 170 pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, de ambos os sexos, cadastradas como usuárias e residentes na área de abrangência da UAPS selecionada. Foram aplicados questionários semiestruturados abordando aspectos sociodemográficos, além de fatores clínicos e funcionais para avaliação da população idosa. Utilizou-se o World Health Organization Disability Assessment Schedule 2.0 (WHODAS 2.0) para avaliação da funcionalidade. Procedeu-se com os testes de Mann-Whitne e Kruskall-Wallis para as análises bivariadas e Análise de Regressão Negativa Binomial para multivariada. A idade associou-se com a perda da funcionalidade em todos os domínios do WHODAS (p<0,01). Os entrevistados que apresentaram descompensação clínica para alguma comorbidade obtiveram piores desempenhos nos domínios autocuidado (p<0,05), atividades escolares e de trabalho (p<0,05), atividades da vida (p<0,05), participação (p<0,05) e no domínio total (p<0,01). Nossos achados reforçam o papel fundamental da Atenção Primária em Saúde como espaço estratégico para a manutenção da funcionalidade na população idosa.

 

Palavras Chave: Saúde do idoso. Envelhecimento. Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. Atenção Primária em Saúde. Promoção da Saúde.

Voltar ao topoVoltar