Início do conteúdo

A GESTÃO DO CUIDADO NO NÚCLEO DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA: ANÁLISE DAS DIMENSÕES PROFISSIONAL E ORGANIZACIONAL

RESUMO

Este estudo tem como objeto a gestão do cuidado no âmbito da Atenção Primária à Saúde (APS), mais precisamente no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF). Para tanto, investigamos a gestão do cuidado nos níveis organizacional e profissional, com o objetivo de compreender como se configura a gestão do cuidado no NASF em sua articulação com as Equipes da Estratégia Saúde da Família. Trata-se de um estudo de caso, com abordagem qualitativa, desenvolvido no município de Maracanaú-Ce, com 12 profissionais do NASF da Avisa 2. A técnica para a coleta de dados foi o grupo focal. A análise do material apreendido foi orientada pela análise de conteúdo temática. Os resultados apontam fragilidades na integração das equipes NASF e ESF, com fragmentação do trabalho, o que expressa um incipiente exercício da interdisciplinaridade, com uma prevalência de atendimentos individuais em consultórios. A rotatividade dos profissionais por precariedade de vínculo profissional e pela lógica do NASF de cobertura de várias equipes, requisitando a presença destes em algumas unidades de saúde na mesma semana, também foi colocada como causa de fragilidade dessa relação NASF/EqSF. Apesar de os profissionais demonstrarem compreender a importância do trabalho interprofissional usuário-centrado, voltado para cada caso, ou seja, a importância do olhar singular sobre as necessidades de cada indivíduo, percebe-se, algumas vezes, uma prática de fazer para e não de fazer com o usuário ao qual se destina o cuidado. Entretanto, esta investigação permite concluir que o NASF em Maracanaú tem potencial na mudança do modelo de atenção, mediante o uso de tecnologias inovadoras na produção do cuidado. A organização e execução de práticas de cuidado com base nas tecnologias relacionais e organizacionais é complexa, uma vez que requer inúmeras práticas cogestoras de forma interprofissional e a reflexão permanente do processo de trabalho instituído. Requer, sobretudo, considerar os diferentes olhares e perspectivas dos sujeitos implicados, a gestão, o NASF, as EqSF e os usuários do serviço, na tentativa de somar saberes, trocá-los e usá-los para alavancar a consolidação de um modelo de saúde que incorpore, de forma mais efetiva, a interdisciplinaridade, a universalidade e a equidade no atendimento as pessoas para alcançar ações resolutivas em saúde.

Palavras-chave: Gestão do Cuidado. Núcleo de Apoio à Saúde da Família. Estratégia Saúde da Família

Voltar ao topoVoltar