Início do conteúdo

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA: PERCEPÇÃO, SENTIMENTOS E MOTIVOS FORTALEZA – CEARÁ 2014

RESUMO
A gravidez na adolescência constitui grave problema social e de saúde pública, pelas consequências que pode causar à mãe e ao concepto. É multifatorial e seus fatores condicionantes e determinantes estão relacionados a aspectos de ordem biológica, psicológica, familiar, educacional e social. A gestação precoce é um evento frequente na comunidade em estudo, acarretando mudanças importantes na vida das adolescentes. Este estudo teve como objetivo geral apreender a percepção, os sentimentos e os conhecimentos referidos pelas adolescentes grávidas sobre a gravidez que vivenciam em uma Unidade de Atenção Primária à Saúde no Município de Fortaleza-CE. As participantes do estudo foram 24 gestantes adolescentes primigestas, moradoras da área de abrangência da referida unidade, que realizavam acompanhamento pré-natal nos meses de dezembro de 2013 e janeiro de 2014. O total de adolescentes participantes foi definido por critério de saturação. As informações foram coletadas aplicando-se um formulário contendo questões fechadas. Em seguida, utilizou-se um roteiro de entrevista semiestruturada. Foi adotada também a técnica de observação simples. Para análise do material foi utilizada a técnica de Análise de Conteúdo, modalidade análise temática, segundo os conceitos propostos por Bardin. A pesquisa foi norteada pela Resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde, tendo sido o projeto avaliado e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Universidade Estadual do Ceará (UECE), sob o Parecer nº 473.224. O estudo evidenciou o fato de que as adolescentes vivem em um contexto de vulnerabilidade social, marcada pela presença de baixas condições socioeconômicas e ínfimo nível de escolaridade dentre outros fatores. Detectou-se que a maioria das adolescentes exprime um conhecimento relativo sobre sexualidade e anticoncepção, no entanto, não fizeram uso deste, sendo, portanto este, o principal motivo referido para a ocorrência da gravidez. A maioria percebe sua gravidez como um evento favorável, ao qual remetem sentimentos positivos de alegria e felicidade, o que trouxe ganhos em sua vida como aumento da maturidade e da responsabilidade. Observaram-se diversas mudanças na vida pessoal, familiar, social e escolar tanto referente a aspectos positivos como negativos. As atividades educativas foram as estratégias mais citadas com vistas à redução do fenômeno. Os achados deste estudo oferecem uma compreensão da particularidade da gravidez na adolescência em comunidade de baixa renda, fornecem subsídios para discussão sobre a temática e expressa elementos que favoreçam a adequação das práticas nas unidades básicas de saúde aos adolescentes.
Palavras chave: Adolescência; Gravidez na adolescência; Saúde sexual e reprodutiva.

Voltar ao topoVoltar