Início do conteúdo

MORTALIDADE MATERNA E SUA DISTRIBUIÇÃO NOS DISTRITOS SANITÁRIOS DE SÃO LUÍS-MA NO PERÍODO DE 2003 A 2013

RESUMO

A Mortalidade Materna (MM) é um problema de saúde pública em vários países. Representa grave violação dos direitos humanos e reprodutivos das mulheres e que suas estatísticas indicam o nível de saúde de mulheres e da população em geral. Embora esforços venham sendo implementados para sua redução, a maioria dos países ainda têm valores elevados de mortalidade materna, inclusive o Brasil, o qual apresenta variações importantes entre suas regiões e cidades. Objetivo: Analisar a mortalidade materna e sua distribuição nos Distritos Sanitários de São Luís-MA no período de 2003 a 2013. Metodologia: Estudo descritivo realizado com dados secundários do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) e Sistema de Informação de Nascido Vivo (Sinasc) disponíveis eletronicamente através do site do Departamento de Informática do SUS (Datasus). Resultados: Foram analisados 201 óbitos de mulheres residentes em São Luís-MA, presentes em 07 distritos sanitários da cidade. Observou-se maior percentual de óbitos em mulheres solteiras (64,1%), pardas (51,7%), entre 20 e 29 anos de idade (51,7%) e com 8 a 11 anos de estudo (39,3%) sendo a maioria por causas diretas (62,7%), destacando os anos de 2007 e 2010 como os de maior ocorrência de óbito. A razão de mortalidade materna foi maior do que a do Estado do Maranhão e do Brasil. Entre os distritos sanitários, o Tirirical se destacou com o maior número de óbitos (13,9%) além do Itaqui-Bacanga (12,9%) e Cohab (12,0%) sendo por causas diretas. O puerpério foi o período com maior número de óbitos. Conclusão: Observamos que São Luís apresentou valores ainda elevados de mortalidade materna, não sendo possível alcançar a quinta meta dos objetivos do milênio. Os dados não informados estiveram presentes com percentuais elevados evidenciando a necessidade de se melhorar registro dos dados nas declarações de óbito. A atenção básica precisa ser fortalecida, elevando seu percentual de cobertura e sistematizando ações nesse nível de atenção em relação a saúde materna, pois efetivos serviços de pré-natal oferecidos pela ESF nos diferentes Distritos Sanitários representam uma importante intervenção para a melhoria da saúde materna e, por extensão, de toda a população.

Palavras-chave: Mortalidade materna. Distritos sanitários. Estratégia Saúde da Família. SIM. Sinasc.

Voltar ao topoVoltar