Início do conteúdo

PERCEPÇÃO DE GESTANTES ACERCA DA SAÚDE BUCAL NA GRAVIDEZ

RESUMO: A Equipe de Saúde da Família tem incluído a atenção odontológica no pré-natal, garantindo, assim, a possibilidade de uma assistência integral à saúde. Orientações quanto à saúde bucal durante o período gestacional são relevantes, uma vez que, durante a gravidez, as mulheres estão ávidas ao compartilhamento de conhecimentos e receptivas às mudanças de determinados padrões de comportamento que possam ter consequências positivas sobre a saúde do bebê e de toda a família. Nessa perspectiva, o objetivo do presente estudo foi conhecer a percepção de gestantes atendidas em uma Unidade de Atenção Primária, quanto à prevenção, às possíveis alterações bucais desenvolvidas durante o período gestacional e às oportunidades de tratamentos odontológicos. Quanto ao percurso metodológico, trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, observacional, exploratória e transversal, na modalidade estudo de caso. A pesquisa seguiu os preceitos da Resolução 466/12, sob parecer 3.363.778. As entrevistas foram semiestruturadas, realizadas com 10 gestantes, definidas por critério de saturação, categorizadas e avaliadas sob a metodologia de Análise de Conteúdo, segundo Bardin. Foi possível identificar as orientações que elas recebiam e perceber que o seu conhecimento geral sobre a saúde bucal durante a gravidez ainda é muito deficiente, revelando, assim, que ações de prevenção e de tratamento são necessárias. Descobriu-se que as práticas de cuidados das próprias gestantes com sua saúde bucal apresentaram-se irregulares, mas em sua própria avaliação, a consulta odontológica no pré-natal foi satisfatória.

 

Palavras-chave: Saúde Bucal. Atenção Primária à Saúde. Gestantes.

Voltar ao topoVoltar