Início do conteúdo

PERCEPÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA NO MUNICÍPIO DE FORTALEZA-CE SOBRE A GESTÃO DO AUTOCUIDADO DE PACIENTES COM DIABETES MELLITUS

RESUMO

O estudo trata-se de uma pesquisa qualitativa descritiva, com o objetivo de conhecer a gestão do autocuidado apoiado dos usuários portadores de diabetes mellitus (DM), com base na percepção dos profissionais da Estratégia Saúde da Família. Os dados foram coletados por meio de entrevistas com médicos, enfermeiros, dentistas e agentes comunitários de saúde de uma Unidade de Atenção Primária à Saúde (UAPS) de Fortaleza - Ceará, no período de maio a julho de 2016. As falas foram transcritas, organizadas e analisadas utilizando a análise de conteúdo proposta por Minayo; destacando-se a compreensão dos profissionais sobre o autocuidado, as estratégias utilizadas e as dificuldades encontradas pelos profissionais das Equipes de Saúde da Família para promover o autocuidado apoiado das pessoas com DM. Os achados deste estudo indicam que os profissionais entrevistados compreendem o autocuidado como a prática de atividades que os usuários realizam em seu próprio benefício e bem-estar. Contudo, referem que os usuários apresentam dificuldades de compreensão das orientações de autocuidado e de aceitação do plano de tratamento proposto. Os entrevistados consideram as ações de educação em saúde e as orientações das práticas de autocuidado como principais componentes no tratamento da DM, o que não garante, entretanto, que essas estratégias estejam sendo efetivamente implementadas. Os profissionais relatam dificuldades pessoais e organizacionais para a realização das práticas educativas grupais; no momento, realizam apenas orientações individuais, durante as consultas e visitas domiciliares. O estudo amplia o conhecimento sobre o tema e relata os desafios encontrados no desenvolvimento dos processos de trabalho das equipes de saúde da família na busca do empoderamento e do envolvimento do usuário em seu processo saúde-doença, de modo a incentivar uma atitude de autocuidado, reduzindo complicações e incapacidades associadas à DM.

Palavras-chave: Autocuidado. Diabetes mellitus. Saúde da família.

Voltar ao topoVoltar