Início do conteúdo

PLANEJAMENTO LOCAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE

 

RESUMO

No campo da saúde coletiva,é imprescindível a necessidade de organizar o planejamento, que direciona as ações de atenção e cuidado pelos profissionais das equipes de Saúde da Família. Com efeito, a participação das equipes no planejamento das ações e o fortalecimento da gestão local e do controle social são atribuições da equipe da atenção básica. A pesquisa objetivou analisarsaberes epráticas de planejamento na perspectiva dos profissionais e gestores de saúde da Atenção Primária em município da Região Metropolitanade Fortaleza.Este é um estudo descritivo com abordagem qualitativa, realizadono Município de Maracanaú-Ceará, com 11 profissionais, sendo seterepresentando aEstratégia Saúde da Família e Núcleo de Apoio à Saúde da Família da Unidade Básica de Saúde da Família EliasBoutalaSalomãoequatrorepresentando osgestoresda saúde. A coleta de dados aconteceu nos meses de abril e maio de 2016, por meio de técnica de entrevista com roteiro semiestruturado e a técnica de grupo focal. A análise das informações referentes ao perfil dos participantes foi realizada descritivamente e os dados analisados e interpretados segundo a técnica de Análise de Conteúdo,de Bardin, a fim de interpretar as mensagens apreendidas nas falas dos participantes que desvelaram as categorias temáticas dosestudos a cerca de -“Concepções e aplicabilidade dos gestores e profissionais de saúde da APS atribuídos ao planejamento local das ações”-“Práticas do planejamento local e as relações profissionais no cotidiano” -“Dificuldadese facilidades do planejamento local na APS”, tendo sido articulados com os referenciais teóricos, sendo produto de uma reflexão dialógica entre o campo da pesquisa, o campo de conhecimento e as vivências da pesquisadora.A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual do Ceará, sob o parecer nº 1.520.392. Os achados apontam que os participantes estavam na faixa etária de 26 a64anos, com tempo de atuação de quatro meses a oitoanos. Os resultados obtidos reafirmam a ideia do planejamento em saúde como pressuposto do SUS, servindode base para o reconhecimento e estímulo dos processos de planejamento das equipes na atenção primária emsaúde, possibilitando a retomada do protagonismo e autonomia dos sujeitos, garantindomaior proatividadepor meio de relações dialógicas para produção de ações mais qualificadas no cuidado à saúde das pessoase comunidade.

Palavras-chave:Planejamento em saúde. Estratégia saúde da família. Sistema único de saúde.

 

Voltar ao topoVoltar