Início do conteúdo

PRÁTICAS DOS CIRURGIÕES-DENTISTAS QUE ATUAM NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA EM MUNICÍPIOS DO CEARÁ

A Estratégia de Saúde da Família (ESF) foi criada para a reorganização da Atenção Primária, sendo considerada uma alternativa de ação para o alcance dos princípios de universalização, equidade e  integralidade preconizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). De caráter multidisciplinar, as equipes são compostas no mínimo por médico, enfermeiro, auxiliar e/ou técnico de enfermagem e agente comunitário de saúde (ACS), podendo ser incluídos os profissionais de saúde bucal (cirurgiãodentista e auxiliar ou técnico em saúde bucal) e o agente de combate às endemias (ACE). Com a inserção da equipe de saúde bucal, são necessárias mudanças na atuação do cirurgião-dentista, rompendo o paradigma do trabalho curativo erestaurador, desenvolvendo habilidades para o trabalho multiprofissional e promotor de saúde. Assim, o objetivo deste trabalho foi o de analisar o escopo de práticas profissionais dos dentistas que atuam na ESF, em quatro municípios no estado do Ceará. Tratou-se de um estudo descritivo de abordagem qualitativa. Foram entrevistados oito dentistas pertencentes à ESF, no período de outubro a dezembro de 2017 e janeiro de 2018. As falas dos entrevistados foram gravadas, transcritas e analisadas por meio do método da Análise de Discurso. Os temas empíricos foram agrupados em quatro categorias: competências do CD na ESF; trabalho interprofissional; relação com a comunidade e educação permanente. Para analisarmos a atuação do dentista na equipe SF, comparou-se com a Política Nacional de Atenção Básica (2017) e com a Política Nacional de Saúde Bucal (2014). Os resultados apontam que a atuação do cirurgião-dentista ainda é muito inserida no consultório odontológico, mas apresenta avanços na organização do atendimento clínico. A promoção de saúde exercida pelos dentistas ainda se estabelece prioritariamente dentro da escola com escovação e aplicação tópica de flúor. A inclinação pessoal do profissional de saúde bucal é decisiva para a realização do trabalho de promoção de saúde e prevenção de doenças; e o trabalho em equipe, apesar de cooperativo, na realidade, limita-se em referenciar ou tirar dúvidas, sendo compreendido de forma fragmentada e hierarquizada. Refletiu-se sobre dificuldades advindas com a PEC 95/ 2016 no que concerne à continuidade dos serviços.

Descritores: Estratégia Saúde da Família; Atenção Primária à Saúde; Odontologia; Prática profissional.
 

Voltar ao topoVoltar