Início do conteúdo

PRECEPTORIA NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: PERCEPÇÃO, FORMAÇÃO E VIVÊNCIA

RESUMO
As propostas de Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de saúde implicaram na necessidade de discutir em profundidade a preceptoria e a formação do preceptor, profissional que transita entre o mundo do trabalho e o mundo do ensino, comprometido socialmente com ambos. O objetivo foi analisar o exercício da preceptoria do estágio supervisionado do curso de graduação de enfermagem. Tratase de pesquisa descritiva exploratória, de abordagem qualitativa, com realização de grupo focal para coleta de dados com enfermeiros preceptores. Para análise dos dados os discursos foram organizados a partir da técnica da análise temática de conteúdo. Entre as percepções que envolvem a preceptoria estão o acompanhamento, supervisão, orientação, além da possibilidade de ser exemplo, trocar saberes e renovar-se profissionalmente. A formação compreendeu debate central para qualificação da preceptoria, sendo apontada como possibilidades de formação o próprio espaço da graduação, a extensão universitária, oficinas de planejamento e avaliações de estágios das IES, cursos de pós-graduação, o PET/saúde e oficinas ligada a construção do Sistema Saúde Escola. Finalmente, três elementos são condicionantes para efetivação da preceptoria com qualidade: superação do paradigma biomédico; fortalecimento da integração ensino-serviço; e formação pedagógica para o exercício da preceptoria.
Palavras chaves: Educação e Saúde; Saúde da Família; Preceptoria; Atenção Primária à Saúde; Educação em Enfermagem.

Voltar ao topoVoltar