Início do conteúdo

PREVENÇÃO À DOENÇA RENAL CRÔNICA NA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

RESUMO: A Doença Renal Crônica é compreendida como uma síndrome clínica que traz impactos negativos à saúde pública mundial. O estudo teve por objetivo analisar as ações de prevenção à Doença Renal Crônica realizadas pelos profissionais da Estratégia de Saúde da Família. Trata-se de uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa. A coleta de dados ocorreu de junho a agosto de 2019, por meio de entrevistas semiestruturadas, seguindo um roteiro previamente testado, cujas falas foram gravadas e transcritas na íntegra. A amostra foi composta por 15 profissionais. Das entrevistas emergiram duas categorias: Concepções sobre prevenção à Doença Renal Crônica e O fazer das equipes. Os discursos revelaram a concepção de que a prevenção da doença está relacionada ao repasse de orientações sobre hábitos saudáveis e ao acompanhamento clínico medicamentoso. Quanto às práticas, verificou-se ausência de coordenação do cuidado e processo de trabalho fragmentado, percebendo-se a necessidade de definir fluxos, promover a integração intersetorial e a interprofissionalidade. Ao mesmo tempo, os profissionais enfatizaram a visita domiciliar e sua importância para conhecer a realidade de vida das famílias. No entanto, demonstraram que as ações educativas praticadas durante a visita domiciliar, são realizadas de forma vertical. Tais resultados apontam para a educação em saúde e controle das doenças de base, porém se sobressai a visão biomédica, prescritiva, em detrimento da valorização do diálogo e do empoderamento dos sujeitos. Acredita-se que estes resultados possam promover reflexões sobre a prevenção à Doença Renal Crônica e subsidiar intervenções para a qualificação profissional, fixação dos profissionais nas equipes e organização dos processos de trabalho, aperfeiçoando as ações preventivas e refletindo em melhorias na qualidade da atenção aos usuários e suas famílias.

 

Palavras chave: Doença Renal Crônica. Prevenção. Estratégia de Saúde da Família.

Voltar ao topoVoltar