Início do conteúdo

AS REDES SOCIAIS DE APOIO PARA O ALEITAMENTO MATERNO: UMA PESQUISA AÇÃO

RESUMO

A pesquisa discorre sobre as Redes Sociais de Apoio ao aleitamento materno (AM) em uma Unidade de Saúde da Família (USF) a partir de aportes teóricos sobre as Redes Sociais, considerada como teia de relações estabelecidas entre as pessoas e suas consequências nos comportamentos individuais e coletivos e a teoria da dádiva que desvenda a compreensão sobre interações sociais, vínculos, trocas e reciprocidades que fazem circular bens simbólicos essenciais à constituição de laços fortalecendo a rede e a prática da amamentação. Teve como objetivo geral analisar as Redes Sociais de apoio para o estimulo ao AM e desenvolver ações na perspectiva do seu fortalecimento; e como objetivos específicos: mapear as Redes Sociais de Apoio de mulheres no ciclo gravídico puerperal, desenvolver ações educativas para o estímulo ao AM envolvendo as Redes Sociais de Apoio e analisar os resultados das ações educativas conforme a visão dos participantes. A pesquisa foi do tipo pesquisa ação desenvolvida em quatro fases: a fase exploratória, a fase de planejamento, a fase da ação e a fase de avaliação, com abordagem qualitativa. Teve como cenário a área adstrita a USF – Centro, no município de Parnamirim, estado do Rio Grande do Norte, e os sujeitos da pesquisa foram constituídos por oito mulheres em fase de amamentação exclusiva. Os dados foram coletados nas diferentes fases através de entrevistas, registros do diário de campo e grupo focal. Foram analisados através da elaboração de ecomapa; relato das ações desenvolvidas e utilização da técnica de analise temática de conteúdo. Os resultados revelaram que a família nuclear possui uma relação muito forte com as nutrizes destacando o parceiro (pai) e a mãe (avó) como integrantes mais influentes na rede social das mesmas. As ações educativas realizadas se constituíram de três tipos de atividades que se complementaram: as visitas domiciliares, as rodas de conversas e a interação de um grupo virtual com a utilização do aplicativo WhatsApp que foram motivadoras do fortalecimento da rede, contribuindo para incentivar a continuidade do aleitamento materno. A análise das vozes dos sujeitos participantes afirmou a importância da Rede de Apoio para a prática do aleitamento materno, envolvendo relações de trocas e pessoalidade nas quais circularam dádivas positivas, gerando sentimentos de reconhecimento, afeto, solidariedade e satisfação por terem vivenciado a experiência.

Palavras chaves: Saúde da Família. Aleitamento Materno. Rede Social.

Voltar ao topoVoltar