Início do conteúdo

A SÍFILIS NO MUNICÍPIO DE GUAMARÉ – RN: A VISÃO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E DA GESTÃO

RESUMO: A sífilis é uma infecção de caráter sistêmico, causada pelo Treponema pallidum transmitida na maioria das vezes por via sexual e vertical, sendo exclusiva do ser humano, podendo evoluir para uma doença crônica que pode trazer graves consequências quando não tratada precocemente. Este estudo teve por objetivo analisar a atuação de profissionais, do município de Guamaré – RN, acerca do controle da sífilis gestacional, congênita e adquirida Trata-se de um estudo exploratório, compreensivo-interpretativo, de cunho qualitativo. Foram entrevistados 10 (dez) profissionais de saúde (médicos, obstetra e enfermeiros) que atuam na Atenção Primária e na Atenção Secundária à saúde. Foram utilizadas duas técnicas de coleta: análise documental e entrevistas semiestruturadas, realizada entre os meses de abril e junho de 2019. O material foi submetido a técnica de Análise Temática de Conteúdo e interpretado a luz dos referenciais teórico-metodológicos adotados na pesquisa. Tal análise, fez emergir três categorias temáticas a saber: “percepção sobre a sífilis”; “dificuldades para prevenção da sífilis” e “ações para o controle da sífilis”. Os resultados apontam que os profissionais se encontram informados sobre o tratamento da sífilis, entretanto, não realizam ações de prevenção e de controle da doença de forma efetiva, apresentando, também, uma percepção suportada no paradigma biomédico. Ademais, as ações de educação em saúde realizadas pelos profissionais são orientadas por uma “educação bancária”, pautadas pela transmissão e reprodução de conhecimentos. Por fim, pode-se sugerir que há necessidade de se investir em Educação Permanente em Saúde no município em foco com vistas a capacitar os profissionais e quiçá ressignificar o saber-fazer profissional acerca da sífilis.

 

Palavras-chave: Sífilis. Gestão em Saúde. Vigilância Epidemiológica. Educação em Saúde.

Voltar ao topoVoltar