Início do conteúdo

SAÚDE BUCAL NA ATENÇÃO BÁSICA: ESTRATÉGIAS PARA MELHORAR O ACESSO

 

RESUMO

No Brasil, apesar da expansão dos serviços de saúde bucal ocorrida nos últimos anos, a organização da demanda e o acesso à atenção integral ainda são desafios no SUS. Esta pesquisa teve como objetivo analisar o acesso às ações de saúde bucal na atenção básica e compor estratégias de intervenção na perspectiva de sua melhoria. O estudo adotou abordagem qualitativa, de caráter interventivo, e foi realizado com uma equipe de saúde da família, em uma unidade da rede básica do município de Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco - Brasil. Nas estratégias metodológicas, inicialmente, usou-se a técnica do círculo hermenêutico dialético (CHD), para investigar como os profissionais da equipe de saúde entendem a temática abordada. Foram construídos/reconstruídos novos e velhos conceitos, a partir dos quais se definiram temáticas para aprofundamento. Foram realizadas oficinas, com o intuito de dialogar com os participantes e buscar ferramentas/instrumentos que pudessem contribuir para melhorar o processo de trabalho no que diz respeito ao acesso ao cuidado integral à saúde bucal. Os dados foram registrados por meio do Diário de Pesquisa e por gravação de áudio previamente autorizada. As atividades propostas se desenvolveram de forma compartilhada com profissionais da equipe, e as estratégias de ações foram compostas pelos participantes com base na literatura, considerando seus saberes e experiências práticas. A análise se produziu em processo dinâmico e de construção coletiva de estratégias para qualificar a assistência em saúde. Os participantes concluíram que, para prestar assistência qualificada em saúde bucal, não poderiam atuar isoladamente e que mudanças necessárias para melhorar o acesso à saúde bucal devem incluir visão ampliada do cuidado integral e ação compartilhada entre sujeitos nos processos de trabalho, com a utilização da estratégia de acolhimento com classificação de risco. Os resultados da pesquisa indicam que o acesso à saúde bucal não se restringe à atuação do profissional/equipe dessa área, mas também se amplia e se articula à atuação de demais profissionais da equipe de saúde da família e à implicação de todos envolvidos nos processos de trabalho em saúde: trabalhadores, usuários e gestores.
Palavras-chave: Acolhimento. Trabalho odontológico. Atenção Primária em Saúde. Pesquisa qualitativa. Pesquisa participativa.
 

Voltar ao topoVoltar