Início do conteúdo

SAÚDE MENTAL NA ATENÇÃO BÁSICA: PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DA FAMÍLIA TUPUIÚ – AQUIRAZ (CE)

RESUMO: No Brasil, a Estratégia Saúde da Família (ESF), no âmbito da Rede de Atenção Psicossocial, atua como um importante ponto de apoio no desenvolvimento de ações em saúde mental, especialmente entre municípios de pequena e média densidade populacional. Com vista à superação das assimetrias que envolve a saúde mental na atenção básica, busca-se qualificar e fortalecer as ações em saúde mental realizadas pelas equipes de profissionais da ESF, por meio da articulação entre os equipamentos de saúde mental e as unidades de saúde da família. Nesse contexto, o presente objetiva propor ações de cuidado em saúde mental no âmbito da atenção básica em Aquiraz (CE), a partir de um diagnóstico situacional da equipe de saúde da Família da UBS de Tupuiú e da elaboração de uma proposta de intervenção. Trata-se de uma pesquisa descritiva de abordagem qualitativa e de intervenção na realidade, tendo como cenário a área de abrangência da Unidade de Saúde da Família (UBSF) Tupuiú no município de Aquiraz (CE), submetida ao Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) da Universidade Federal do Ceará (UFC) e aprovada sob parecer 3.428.310. Os participantes englobaram uma amostra de oito participantes, sendo uma gerente, cinco profissionais de saúde e dois usuários. Utilizou-se como instrumento de coleta de dados a entrevista estururada. Para análise e interpretação dos dados, fez-se uso da técnica de análise de conteúdo temática. Mediante o diagnóstico situacional, traçou-se o projeto de intervenção, considerando-se as etapas do planejamento estratégico situacional em saúde. Os resultados apontaram para quatro grandes eixos temáticos. O primeiro identificou os conceitos sobre saúde mental sob a ótica dos profissionais ainda possuem uma perspectiva restrita; a ideia do atendimento integral e humanizado ao paciente de saúde mental e sua família na atenção básica foi visto como primordial, embora ainda se observe o predomínio de práticas voltadas para medicalização e entrega de receitas e medicamentos psicotrópicos. A atenção à saúde mental em Aquiraz é percebida como um processo em construção, tendo em vista o CAPS e o NASF constituírem a principal referência no atendimento em saúde mental. Os participantes reforçam a necessidade maiores investimentos na educação permanente dos profissionais, além da ampliação dos serviços especializados e maior orientação quanto ao fluxo de serviços na rede local de saúde. Assim, o estudo permitiu compreender melhor o desenho da política de saúde mental do município de Aquiraz, a fim de se propor uma ação inicial de fortalecimento da rede, partindo inicialmente da realidade da UBSF de Tupuiú, tendo como foco a educação permanente, e, por conseguinte, mediante a experiência vivenciada, a proposta poderá ser implementada no âmbito da gestão local.

 

Palavras-chave: Atenção Básica. Saúde Mental. Saúde da Família. Aquiraz.

Voltar ao topoVoltar