Início do conteúdo

SAÚDE MENTAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA: ENTRE O SABER E O AGIR PARA UM CUIDADO INTEGRAL.

RESUMO

As demandas de saúde mental já fazem parte do cotidiano das equipes da ESF, entretanto, muitas vezes, o atendimento limita-se a práticas centralizadas no encaminhamento para o serviço especializado e a prescrição de medicamentos, resultando num cuidado fragmentado. O presente estudo tem como objetivo compreender o saber e o agir dos profissionais da APS no contexto da Rede Atenção Psicossocial no Município de Fortaleza. Utilizamos uma abordagem qualitativa, tipo estudo de caso, tendo como referencial teórico-prático o Modelo de Atenção Psicossocial, a Política de Saúde Mental para a Atenção Primária - saberes e práticas, e a Rede de Atenção Psicossocial. A pesquisa foi realizada no município de Fortaleza – CE, em duas fases distintas, A primeira fase foi realizada, nos meses de abril a julho de 2016, com profissionais da Atenção de Primária em UAPS nas seis Secretarias Regionais. Utilizamos como técnica de coleta de dados a entrevista semiestruturada e gravada com 31 profissionais e-SF e NASF. A segunda fase do nosso estudo foi realizada, em setembro de 2016, após transcrevermos todas as entrevistas e ordenarmos os dados contemplados nas entrevistas e nos diários de campo. Realizamos uma oficina de análise compartilhada dos dados, na qual participaram profissionais que participaram da primeira fase do estudo e equipe matrciadora em saúde mental, onde dialogamos sobre os achados do primeiro momento da pesquisa. Os dados foram sistematizados e analisados conforme objetivos do estudo e de acordo com os preceitos básicos da análise de conteúdo temática. Revelaram-se três categorias empíricas: 1) Concepção de saúde mental; 2) Relação do saber profissional com saúde mental; 3) Eu cuido? Como eu cuido? O presente estudo nos mostrou que a Reforma Psiquiátrica no município de Fortaleza vem conseguindo produzir um novo modelo de atenção, mesmo que os modelos de gestão por algumas vezes retroceda no processo é possível caminharmos na consolidação de saberes e práticas na perspectiva da atenção psicossocial.

Palavras-chave: Atenção primária à saúde. Saúde mental, Rede de atenção psicossocial.

Voltar ao topoVoltar