Início do conteúdo

SABER CUIDAR: CONSTRUÇÃO DE UMA CARTILHA PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE QUE CUIDAM DE PESSOAS COM HIV/AIDS

RESUMO
Este estudo teve como objetivo elaborar uma cartilha aos profissionais de saúde da Estratégia Saúde da Família de Chaval-CE, para subsidiar o cuidado a pessoas que vivem com HIV/AIDS. A existência de um material educativo pode contribuir para servir de apoio no atendimento dessas demandas na ESF, no que diz respeito à obtenção de informações relativas à doença e direitos sexuais e reprodutivos das pessoas que vivem com HIV/AIDS, melhorando dessa forma a assistência a esse público. Trata-se de uma pesquisa intervencionista do tipo descritiva, com abordagem qualitativa, realizada no período de março de 2012 a junho de 2014. Utilizou-se como estratégia para discussão e captação da demanda de conhecimentos a ser inserida na cartilha, a composição de dois grupos de profissionais de saúde da ESF de Chaval-CE, que totalizaram uma amostra de vinte e oito participantes. Para esses momentos, foram utilizados uma câmera digital e um gravador, e foi entregue um roteiro com os conteúdos pré-definidos do material educativo, com espaço suficiente para eles anotarem suas sugestões. O conteúdo da cartilha foi construído tendo como base a literatura científica pertinente, em consonância com as demandas advindas das sessões grupais. A sua composição, quanto à sequência das informações, formatação das ilustrações, escolha das cores, diagramação, organização estrutural e formato final, foi realizada com a assessoria de profissionais da área de comunicação. A versão preliminar da cartilha foi submetida ao processo de validação, que foi realizado com a colaboração de três peritos, os quais representavam as categorias de enfermeiro e assistente social. Eles fizeram a validação das informações que constituíram o material e deram sugestões para seu aperfeiçoamento. Concluída esta etapa, foram realizadas a última edição, a diagramação e a impressão da versão final do produto em pauta. A pesquisa foi previamente aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa da UVA, parecer 674838, além disso, foram resguardados os preceitos ético-legais de autonomia, não maleficência, beneficência e justiça, recomendados pela Resolução nº 466/2012.
Palavras-chave: HIV. Síndrome de Imunodeficiência Adquirida. Estratégia Saúde da Família. Materiais Educativos e de Divulgação.

Voltar ao topoVoltar