Início do conteúdo

TRATAMENTO DIRETAMENTE OBSERVADO DA TUBERCULOSE NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA NO MUNICÍPIO DE FORTALEZA: PERCEPÇÕES DO ENFERMEIRO

RESUMO
Apesar de todos os avanços tecnológicos a tuberculose ainda hoje é considerada um problema de saúde pública mundial. Para o controle dessa doença foi proposto uma forma de tratamento denominada Tratamento Diretamente Observado (TDO). A presente pesquisa faz parte de um projeto desenvolvido no Mestrado Profissional em Saúde da Família tendo como objetivo analisar as percepções do enfermeiro da Estratégia de Saúde da Família (ESF) sobre o TDO no município de Fortaleza-Ceará. Sabe-se que o enfermeiro é um dos principais envolvidos no desenvolvimento dessa forma de tratamento bem como as demais ações de controle da tuberculose. Optou-se por utilizar o método analítico descritivo com abordagem qualitativa. A amostra do estudo foi constituída por seis enfermeiros(as) que trabalham na Unidade de Atenção Primária à Saúde Carlos Ribeiro na Secretaria Executiva Regional I (SER-I). Para a coleta de dados, foi utilizada uma entrevista semiestruturada, e a observação, com anotações em diário de campo. Os resultados obtidos a partir da coleta de dados foram organizados e analisados com base na técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), que é uma proposta de organização e tabulação de dados qualitativos de natureza verbal, obtidos de depoimentos. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual do Ceará (UECE) e seguiu a resolução nº 466/2012, do Conselho Nacional de Saúde. A análise dos discursos revelou que o TDO é realizado com algumas restrições pela Equipe de Saúde da Família, e que os enfermeiros entendem essa forma de tratamento como uma supervisão da ingestão de medicamentos, também se identificou que esse profissional sente-se sobrecarregado, pois tende a centralizar as ações de combate à tuberculose. Foi relatado como desafio a falta de vínculo e acolhimento, assim com a ausência de incentivos como a cesta básica, auxílio transporte e oferta de lanche na unidade de saúde. Um fator positivo encontrado foi a distribuição gratuita dos medicamentos, o apoio da família e da comunidade, e a flexibilidade na realização do TDO, podendo o mesmo ocorrer no posto, na residência do paciente ou no seu trabalho. Conclui-se, portanto que a atuação do enfermeiro da ESF deve atender as necessidades do paciente no que se refere ao desenvolvimento do vínculo e acolhimento como forma de conseguir sucesso no controle da tuberculose.
Palavras-chave: Tratamento Diretamente Observado. Estratégia de Saúde da Família. Enfermeiros.

Voltar ao topoVoltar