Início do conteúdo

TUBERCULOSE ENTRE CONTATOS DOMICILIARES NO MUNICÍPIO DE CAXIAS-MA

RESUMO
A tuberculose (TB) é um importante problema de saúde pública no Brasil onde ocupa o 18º lugar no ranking de nações com maiores índices de tuberculose. A investigação dos contatos da pessoa diagnosticada com TB é considerada essencial na prevenção do adoecimento e no diagnóstico precoce da TB ativa na população, devendo assim, ser realizada essencialmente pela atenção primária à saúde, eleita como a porta de entrada preferencial para a pessoa com TB. O estudo buscou investigar a ocorrência de tuberculose entre contatos domiciliares. Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo realizado com contatos domiciliares de tuberculose no Município de Caxias-MA. A amostra do estudo foi composta por 64 contatos domiciliares de pacientes notificados como caso de tuberculose, no período de Janeiro a Dezembro de 2015. A coleta de dados ocorreu no período de abril a maio de 2016. A taxa de incidência da doença entre os contatos ficou em torno de 4,7%. Observaram-se maiores percentuais com renda mensal entre um a dois salários mínimos (78,7%), sexo feminino (57,4%), faixa etária de 20 a 39 anos (32,8%), pardos (80,4%), solteiros (54,1%), ensino fundamental incompleto (36,1%), e parentesco de primeiro grau com o caso índice (62,3%). Quando analisados os contatos domiciliares diagnosticados com a doença observou-se renda mensal abaixo de um salário mínimo (66,7%), sexo feminino (66,7%), faixa etária de 20 a 39 anos (33,4%), brancos (66,7%), casado/união estável (100%), ensino fundamental completo (66,7%) e o grau de parentesco não sanguíneo predominou em todos os contatos (100%). Com relação ao tempo de convívio do contato doente com o caso índice observou-se que (66,7%) possuíam entre 06 a 10 anos de convívio. No que diz respeito a forma clínica da doença, um grande percentual dos contatos com diagnóstico da doença (66,7%) apresentaram a forma pulmonar. Pelos resultados obtidos foi possível constatar que a incidência de tuberculose encontrada entre os contatos domiciliares merece uma melhor atenção, pois, a vigilância dos contatos é uma estratégia importante para a diminuição de casos da doença. Espera-se que os resultados observados neste estudo possam ser utilizados pela gestão municipal, tendo em vista que todos os contatos devam ser avaliados, dessa forma, fortalecendo as ações já existentes e criando novas estratégias para alcançar melhores resultados.

Palavras-chave: Tuberculose. Contatos Domiciliares. Atenção Primária à Saúde.

Voltar ao topoVoltar