Início do conteúdo

VALIDAÇÃO DE CARTILHA EDUCATIVA PARA PROMOÇÃO DO AUTOCUIDADO A PESSOA COM HANSENÍASE

RESUMO: A hanseníase é uma doença crônica e infecciosa que acomete especialmente, pele e nervos periféricos. Ademais, tal doença é tida como um importante fator coadjuvante para o desenvolvimento da neuropatia periférica e incapacidade funcional. O autocuidado é um pilar fundamental para a prevenção, assim, ferramentas educacionais são essenciais para a promoção de saúde. A presente pesquisa trata-se de um estudo metodológico que objetivou validar uma cartilha educativa para a promoção do autocuidado em hanseníase. A cartilha reintitulada “Hanseníase: Aprenda a cuidar do seu corpo”, foi confeccionada por Martins (2016). Para a sua validação, essa se deu a partir de quatro etapas fundamentais. Primeiro 19 juízes especialistas da área de saúde validaram quanto a aparência e conteúdo da cartilha, sendo dadas pontuações que variavam de 1 a 4 (1 - Inadequado; 2-Parcialmente adequado; 3 - Adequado; 4 - Totalmente adequado), baseado na escala de likert. Analisaram também a clareza da linguagem, pertinência prática e pertinência teórica de cada página da cartilha educativa, das 34 páginas, 30 apresentaram CVC superior a 0,8 e 4 páginas obtiveram CVC inferior a 0,8, as quais foram revisadas e adequadas segundo as orientações dos juízes. Segundo, realizou-se a validação do conteúdo e aparência da cartilha junto a 3 juízes especialistas em designer gráfico, onde o instrumento deveria ser respondido baseado em quatro marcadores qualitativos que classificavam os critérios do instrumento em: “inadequado”, “parcialmente adequado”, “adequado” e em “totalmente adequado”, conforme o Suitability Assessmento of Materials (SAM).Sendo analisado a adequabilidade do  conteúdo, linguagem adequada para a população, exibições gráficas e ilustrações, estimulação/motivação para aprendizagem e adequação cultural, desse modo, a partir do instrumento SAM foi obtido o percentual de 73%, sendo classificado o material como superior. Terceiro, a cartilha foi validada quanto à clareza dos itens, compreensão do texto e ilustrações (dados escores de 1 a 4) junto ao público alvo, onde participaram 28 usuários do Sistema Único de Saúde da cidade de Granja (CE). Quanto a validação pelo público alvo a análise da aparência da cartilha obteve entre 96% e 99% de percentual de concordância, classificando o material como adequado. A cada etapa citada acima foram realizadas as alterações pelos Juizes para consentir a etapa seguinte que consistiu na qualificação da cartilha, conforme sugestões dos envolvidos no processo avaliativo. Conclui-se que a cartilha educativa “Hanseníase: Aprenda a cuidar do seu corpo”, a qual estimula o autocuidado e a autonomia da pessoa com hanseníase é um material válido e confiável, a qual exibe uma linguagem simples, layout e designer atraente, portanto, a mesma pode ser utilizada como ferramenta educativa nas práticas de educação em saúde.

 

Palavras-chave: Autocuidado. Hanseníase. Educação em saúde.

Voltar ao topoVoltar