Início do conteúdo

VIOLÊNCIA NA GRAVIDEZ: caracterização de casos em São Luís (MA) no ano de 2010

RESUMO
A violência contra mulher é um problema de saúde pública complexo que pode estar presente até mesmo em um período da vida da mulher em que seu bem-estar deveria ser especialmente assegurado: a gestação. Há poucas pesquisas sobre a caracterização da violência contra a mulher. Mais escassas ainda são estudos que caracterizem a ocorrência e o tipo de violência contra a mulher durante o período gestacional. O objetivo deste estudo foi descrever as características da violência perpetrada contra gestantes, na cidade de São Luís (MA) em 2010. A estratégia metodológica utilizada consistiu na realização de entrevistas estruturadas (questionário) com 1446 gestantes, de gravidez única, idade gestacional de 22 a 25 semanas confirmada por ultrassom realizada no primeiro trimestre gestacional, em unidades de saúde e serviços de ultrassonografia da rede pública e privada. Para avaliar violência durante a gestação foi utilizado um questionário da OMS - Estudo Multipaíses sobre Saúde da Mulher e Violência contra a Mulher. Os dados foram analisados e distribuídos em tabelas e gráfico categorizados por frequência e porcentagens. Não foram utilizados testes estatísticos. A análise dos dados revelou que a violência esteve presente durante a gestação de 49,65% mulheres, sendo a violência psicológica a mais frequente. O aumento da violência sexual durante a gravidez foi expressivo (11,29%). Observou-se que independente do tipo de violência – física, sexual e/ou psicológica – as gestantes apresentaram o mesmo padrão socioeconômico: idade entre 20 a 34 anos, cor da pele parda, com 9 a 11 anos de estudo, morar com o companheiro e não ter filhos no domicílio, encontrar-se fora da população economicamente ativa, a maioria contava com renda familiar entre 1 a menor que 3 salários mínimos e ser da classe C. O atual marido/companheiro/namorado foi apontado como autor da agressão na maioria das ocorrências. Conclui-se que a violência contra a mulher, pode acontecer a qualquer momento, inclusive na gravidez, independente de cor, escolaridade ou classe social e de diferentes formas (violência física, sexual e/ou psicológica).
Palavras-chave: Violência contra a mulher. Gravidez. Cuidado pré-natal.

Voltar ao topoVoltar